Conceitos específicos nucleares II

Os segundo e terceiro capítulos do Programa de Filosofia desenvolvem-se em torno da acção e dos valores:

1. A acção humana – análise e compreensão do agir
1.1. A rede conceptual da acção
1.2. Determinismo e liberdade na acção humana

2. Os valores – análise e compreensão da experiência valorativa
2.1. Valores e valoração – a questão dos critérios valorativos
2.2. Valores e cultura – a diversidade e o diálogo de culturas

Os conceitos específicos nucleares identificados são os seguintes:

Razões e fins, intenções e projectos, motivos e dos desejos, deliberação, decisão, determinismo, liberdade, acção, condicionantes físico – biológicas e histórico – culturais, liberdade, agente, valor, preferência valorativa, critério valorativo, cultura.

Para lá da existência de conceitos oriundos de áreas tão diversas como a Filosofia da Acção, a Metafísica e a Axiologia, o mais relevante é a deriva sociológica destes capítulos, bastante evidente no tratamento que o Programa lhes dá e nas propostas metodológicas de alguns manuais, orientação essa que apenas foi corrigida aquando do surgimento do Arte de Pensar.

Como veremos posteriormente, existe aqui uma influência fenomenológica, mas isso não invalida que possa ser feito um tratamento didacticamente interessante e motivador para os alunos do 10º ano.

Mas, uma vez mais, a questão que (para já) se coloca é: serão estes os conceitos essenciais para estes capítulos, ou seriam preferíveis outros?

Facebook Comments

3 Comments

  1. O problema metafísico da liberdade é particularmente difícil de trabalhar nesta fase do trabalho… é um dos pontos que apenas se pode aprofundar razoavelmente depois de estudar epistemologia. É um dos motivos pelos quais se deve reformular o programa da Disciplina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.