Filmosofia ou Filosofia no Cinema

O uso do multimédia na sala de aula vulgarizou-se, à semelhança da qualidade da sua utilização. Passa-se um filme ou um documentário para encher uma aula e entreter os alunos, mas podemos e devemos fazer um uso inteligente dos recursos que temos à disposição e que são cada vez mais e melhores.

Recorrer ao cinema numa aula de Filosofia ou numa discussão filosófica não é nada de novo para grande parte dos professores da área, mas ainda é feito de forma superficial ou pouco explorada.

Arrisco-me a dizer que tudo pode ser alvo de análise filosófica, literalmente tudo, dado que é sempre possível lançar um olhar crítico sobre aquilo que nos rodeia: política, ambiente, direitos humanos, relações sociais, existências individuais, vida e morte, religião, amor e ódio. E o cinema percorre esta panóplia de temas, cabendo a nós a tarefa de seleccionar as melhores obras, com a melhor realização e a mais interessante das abordagens.

Aqui no PdF vamos começar a analisar algumas obras cinematográficas que, pelo conteúdo, pela abordagem ou mesmo pela qualidade das interpretações, podem (e, porque não? Devem!) ser utilizadas em contexto didáctico para fomentar aquilo que todos queremos: espírito crítico e reflexão filosófica. E tudo isto porque aliamos o prazer de um bom filme ao debate de ideias.

Facebook Comments

2 Comments

  1. Utilizo várias curtas animadas para trabalhar com jovens! funciona muito bem e há excelentes. Procurem a curta animada ZERO…5 estrelas na maneira como aborda o tema discriminação e como gosto de dizer faz nos repensar o valor do zero!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.