Filosofia com Crianças: O que levarias para uma ilha deserta?

Esta actividade consiste em desafiar as crianças a pensar no que seria indispensável para a sobrevivência numa circunstância dramática por oposição ao que seria inútil ou dispensável. Com este exercício os participantes são levados a perceber a diferença entre aquilo que desejamos e aquilo de que necessitamos.

Dividindo as crianças em dois ou mais grupos, são distribuídas imagens de várias coisas: uma caixa de fósforos, um biquíni, um par de sapatos de salto alto, uma caixa de primeiros socorros, um gato, uma vaca, uma tenda, uma caixa de marcadores coloridos, um estojo de maquilhagem, uma cana de pesca, raquetas de ténis, um telemóvel, um relógio, um peluche, livros de histórias infantis, uma pá, conservas alimentares, uma caixa de sementes de legumes e cereais, entre outros. Os participantes podem seleccionar até 10 coisas, colando-as num painel como o seu conjunto de sobrevivência. A fase seguinte consiste na defesa e fundamentação das escolhas, o que se traduz numa actividade muito instrutiva para as crianças.

Facebook Comments

Professora/Formadora. Licenciatura em Filosofia. Mestre em Comunicação Educacional Multimédia. Especialização em Igualdade de Género. Formação em Filosofia com Crianças pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e pela Associação Portuguesa de Ética e Filosofia Prática. Membro de SOPHIA – European Foundation for the Advancement of Doing Philosophy with Children. Formadora / Tutora em e-learning.

Publicado em Didática da Filosofia, Filosofia com Crianças

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Arquivo