Filosofia com Crianças e a Mudança

pNesta sessão, as crianças foram desafiadas a categorizar uma série de objectos, escolhidos aleatoriamente de um saco, como “coisas que mudam” ou “coisas que nunca mudam”. Os itens eram uma pequena pedra, uma mecha de cabelo, uma garrafa com água, uma rolha, uma pilha, um pão, um rebuçado, um papel, um lápis, um elástico para o cabelo, uma lata de conservas e uma folha. O desafio era escolher onde depositar o objecto e, depois de muito pensarem, decidiram que tudo mudava, menos a água e a pedra.

A discussão posterior levantou dúvidas:

“- Mas a pedra também pode mudar! Pode transformar-se em areia!” 

“- Eu acho que a água muda. Se eu puser água ao Sol, ela seca!”

“- As pilhas não mudam!! São sempre pilhas!”

“- Os lápis não mudam!

–  E se os aguçarmos, eles não mudam?

–  Sim, ficam mais pequeninos!!”

Alguns elementos eram mais facilmente identificados como passíveis de mudança, tal como os alimentos. Mas a mecha de cabelo ficou para o fim, na categoria de “Não sei”.

“- E então? O cabelo muda?”

“- Sim, muda. Eu posso cortá-lo.

–  Mas deixa de ser cabelo? (silêncio pensativo…)

– Não deixa de ser cabelo, mas está a mudar. E eu posso pintá-lo também!

O desafio seguinte era procurar perceber se as coisas que mudam continuam a ser elas mesmas ou se convertem em algo completamente diferente. O elemento motivador da discussão seguinte foi esta montagem vídeo que retrata o envelhecimento de uma mulher.

https://www.youtube.com/watch?v=r2k3-ytK3Ds

“- Que mudanças viram acontecer com esta senhora?

“- Muitas rugas, ficou com muitas rugas!”

“- E os olhos ficaram mais cansados!”

“- Mas é a mesma senhora?”

“- Sim, é a mesma!”

“- Então podemos mudar mas permanecer os mesmos?”

“- Sim, eu mudei porque já não sou mais bebé, mas sou a mesma pessoa!”

E assim se desenvolve a percepção do Mundo, a sua observação e análise crítica, bem como as noções de mudança de de permanência.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.