João Cardoso Rosas sobre a crise financeira

“Assim, quem olha para o debate em curso na América – e também, embora com menor vitalidade, um pouco por todo o mundo – comete um erro básico se pensa que estão apenas em jogo estratégias políticas de curto alcance ou ressentimentos não baseados em princípios. Aquilo que está em jogo é também, como sempre em todas as decisões fundamentais das nossas sociedades, uma questão central de filosofia política. Essa questão é a da definição das prerrogativas e obrigações do Estado e do modo como a sua intervenção na sociedade poderá – ou não – ser legítima do ponto de vista da liberdade dos cidadãos.”

A ler na totalidade no Diário Económico.

Facebook Comments
Marcados com: , , ,
Publicado em Imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Creative Commons
Arquivo