John Rawls – Posição original

(por João Cardoso Rosas)
Qualquer um de nós pode, em qualquer momento, recorrer ao contrafactual da posição original. Nela não se encontram pessoas de carne e osso, como nós, mas «partes» que são nossas representantes (podemos pensar que cada um de nós tem uma parte representante na posição original). As partes na posição original não têm as desvantagens – para efeitos de escolha de uma concepção de justiça – que teríamos nós enquanto pessoas concretas. As características dessas mesmas partes, assim como as condições especiais em que se encontram, garantem que a escolha feita por elas será muito mais imparcial, muito mais equitativa, do que uma escolha efectuada por pessoas reais. Daí que Rawls chame à concepção escolhida na posição original «justiça como equidade».
João Cardoso Rosas, Manual de Filosofia Política, Almedina, pp. 50, 51.
Blogue em http://paginasdefilosofia.blogspot.com
Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.