Michio Kaku e o livre arbítrio

Se o determinismo newtoniano estiver certo, tudo aquilo que pode ocorrer no universo obedece a leis mecanicistas. À semelhança de um relógio, tudo se move de forma previsível e sequencial. Assim, o pequeno almoço que cada um  de nós vai comer amanhã já está determinado há milhões de anos, da mesma forma que um assassino não pode realmente escolher as suas ações – e, consequentemente, não tem responsabilidade moral pelos seus crimes.

Mas Michio Kaku discorda, pois considera que existe sempre uma margem de escolha, uma vez que os acontecimentos do passado não determinam absolutamente as nossas ações.

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.