4 Comments

  1. Humor filosófico? Hum… Onde está a piada?

    É verdade que muitas pessoas não gostam de pensar.
    Mas creio que temos pouco a ganhar entendendo a Filosofia como uma coisa para uns quantos iniciados…

    Não sei se é o caso do autor, que desconheço, e como a citação é pequena não dá para perceber a intenção.

    Seja como for, não é o caso das PdeF, que estão a fazer um trabalho muito bom de divulgação das ideias filosóficas.

  2. Discordo. A filosofia também não é uma actividade elitista, longe do alcance dos “iniciados”. Há muito tempo que a actividade filosófica se distanciou dessa visão antiquada. O PDF é a prova disso. Se assim fosse, há muito que estaria extinta, principalmente neste país. E pode ser feita com muito (bom) humor, só sendo preciso saber compreendê-lo.

  3. Pensar cansa. Uma grande maioria de nós cansa-se quando pensa que deve pensar sobre um assunto. Julgo ser essa a realidade a que o autor se refere, e daí a ironia da etiqueta «Humor filosófico», pois no fundo é extremamente trágico que assim seja.

  4. A Filosofia não pode ser elitista. Nem tem de sê-lo. No entanto, em Portugal, a Filosofia passou, já a ser elitista: a partir de 2009/10, apenas 50% dos alunos do ensino secundário terão acesso à Filosofia, pois os restantes estarão entregues ao Ensino Profissional, o qual a disciplina foi substituída por várias chouriçadas. Como apenas metade da população jovem portuguesa chega ao ensno secundário, rapidamente se compreende que a filosofia seja, afinal, uma actividade para as elites cultas, polis há quem pense que os pobrezinhos e os tarefeiros não necessitam de saber pensar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.