Paradigmas bioéticos e dilemas emergentes

O 2.º Congresso do Centro de Bioética e Enfermagem da Escola Superior de
Enfermagem S. Francisco das Misericórdias terá lugar dos dias 10 a 13 de
Março de 2009, em Lisboa.

O tema “Paradigmas bioéticos e dilemas emergentes” revela a sua estrutura
essencial: duas partes.

Uma – Paradigmas bioéticos – é composta por alguns dos principais temas de
bioética fundamental. A outra – Dilemas emergentes – consiste na reflexão
acerca de algumas questões bioéticas concretas e relevantes, nos dias de
hoje.

Trata-se de um Congresso de Bioética, com uma fundamentação filosófica e
uma metodologia interdisciplinar com alcance transdisciplinar.

Com a parte intitulada – Paradigmas bioéticos – pretende-se uma análise
dos seguintes temas fundamentais: pessoa, vida e saúde. Esta reflexão
acerca dos paradigmas bioéticos visa não só um conhecimento dos mesmos – a
existência de uma bioética no plural – mas também a sua discussão quanto à
fundamentação, alcance final e hierarquização no âmbito de uma cultura
plural.

Na parte intitulada – Dilemas emergentes – o objectivo principal consiste
em promover a reflexão sobre algumas problemáticas mais pertinentes para
os profissionais de saúde no exercício da sua actividade. Procurar-se-ão
caminhos de solução, tendo em conta, tal como na parte anterior, uma
bioética global de matriz personalista.

Frei Hermínio Araújo, Coordenador do Centro de Bioética e Enfermagem da
Escola Superior de Enfermagem S. Francisco das Misericórdias

http://www.agencia.ecclesia.pt/noticia_all.asp?noticiaid=70466&seccaoid=3&tipoid=212

Facebook Comments

Páginas de Filosofia é um projeto educativo que disponibiliza apoio didático e pedagógico a alunos e professores de filosofia. Promovemos cursos e formações presenciais, em e-learning e em b-learning.

Marcados com: , , ,
Publicado em Axiologia, Bioética, Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Creative Commons
Arquivo