Primeira lição de voo. Pobre não tem metafísica by Gustavo Sumpta

Certos homens da arte [artistas, como lhes chamam] conseguem pontes [conexões, relações, …] entre aquilo que os homens da filosofia [filósofos, portanto…] apenas conseguem apontar. [Ou será o contrário?]
Deixamos aqui um momento para reflectir sobre voos…e metafísica, claro está!

Blogue em http://paginasdefilosofia.blogspot.com
Facebook Comments

3 Comments

  1. Uma instalação procura significar pela imagem o que as palavras não conseguem. Será? Se é assim, porque será que a riqueza imagética infinita do mundo natural não é suficiente? Porque o ocultado nos atrai? Talvez. Por que não procurar noutro lado a satisfação da insatisfação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.