Seminário permanente de Estética, Arte e Religião

Realiza-se no próximo dia 17 de Outubro a primeira sessão do seminário permanente de Estética, Arte e Religião.

PROGRAMA
Seminário Permanente de Estética, Arte e Religião (Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa)

Sessão nº1: “O Fim da Arte e a Estética Contemporânea”
Sessão de 17 de Outubro de 2008
11:00 – Abertura
11:10 – Paula Mateus (Universidade de Lisboa): “As teorias históricas da arte de Levinson e Carroll”
12:10 – Intervalo
12:20 – José Manuel Martins (Universidade de Évora): “O princípio do fim (arte): dos leões de Corsabad como ready-made”
13:20 – Intervalo
15:00 – Beatriz Lobo (Universidade de Lisboa): “Acorde final: o esgotamento da tonalidade ou a música como intencionalidade?”
16:00 – Intervalo
16:10 – Carlos João Correia (Universidade de Lisboa): “Fim da arte: três interpretações”
17:10 – Intervalo
17:20 – Maria Gabriela Castro (Universidade dos Açores): “Bio-Arte e Bio-Estética”
18:20:18:30 – Conclusão dos trabalhos.
Sala Mattos Romão (sala a confirmar)
12 de Julho de 2008
Carlos João Correia

Facebook Comments

Páginas de Filosofia é um projeto educativo que disponibiliza apoio didático e pedagógico a alunos e professores de filosofia. Promovemos cursos e formações presenciais, em e-learning e em b-learning.

Marcados com: , , ,
Publicado em Divulgação
Um comentário sobre “Seminário permanente de Estética, Arte e Religião
  1. ESTÉTICA

    “A beleza é a expressão do infinito no finito”
    Schelling

    Arte,
    ciência e religião
    são grandezas numa dimensão superior.
    Manifestações individualizadas pelo colectivo particular.

    O valor da pureza inteligível,
    o estádio supremo da estética,
    os limites a atingir,
    são o Bem e a Verdade.

    Eis onde o individual se funde no contínuo!
    Eis onde o todo é compreendido!

    in Metafísica [Poética]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Creative Commons
Arquivo