Arquivos do Blog

Como [a quem e de quê] atribuir responsabilidade?

A identificação do autor com uma acção não é um acto negligen­ciável; em certas circunstâncias constitui mesmo uma operação muito complicada. 1. No caso das acções simples ou “básicas” (Danto), esta atribuição não constitui problema algum. Eu não pergunto quem

Marcados com: , , , , ,
Publicado em Filosofia da ação
Creative Commons
Arquivo