Arquivos do Blog

Livre-arbítrio e Determinismo






Como forma de iniciar a abordagem ao problema filosófico do livre-arbítrio e do determinismo da acção humana, propomos este Crash Course Philosophy:  

Marcados com: ,
Publicado em Páginas de Filosofia

Livre-arbítrio e determinismo na ação humana.






Uma dissertação de mestrado de Bárbara Viviana Moreira Monteiro, intitulado “Livre-arbítrio e determinismo na ação humana. Uma aplicação ao ensino de Filosofia no Ensino Secundário”, com orientação do Prof. Doutor José Meirinhos. Muito útil e interessante para professores do ensino

Marcados com: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Publicado em Páginas de Filosofia

O cérebro poderá não atrapalhar o livre-arbítrio






Artigo publicado originalmente no Jornal Público   O cérebro poderá não atrapalhar o livre-arbítrio ANIL ANANTHASWAMY TEXTO CRISTIANA COUCEIRO ILUSTRAÇÃO 02/09/2012 Os defensores do livre-arbítrio podem, por agora, ficar descansados. Uma experiência efectuada há 30 anos e que é muitas

Marcados com: , ,
Publicado em Ética

Phineas Gage e a Base da Moralidade, por António Damásio






Corre o Verão de 1848. Estamos em Nova Inglaterra. Phineas P. Gage, 25 anos de idade e capataz da construção civil, aproxima-se de um precipício. Um século e meio mais tarde, a sua derrocada ainda será rica em ensinamentos. Gage

Marcados com: , ,
Publicado em Sem categoria

Ação






Atividade, exercício de um poder qualquer; conjunto de gestos coordenados com vista a um fim. Conjunto de todos os nossos atos e, principalmente, dos nossos atos voluntários; conduta humana. Em Maurice Blondel, “a ação é a síntese do querer, do

Marcados com: , , , ,
Publicado em Sem categoria

Como Distinguir Acções Voluntárias e Involuntárias?






Sendo a excelência constituída a respeito das afecções e das acções, havendo louvores e repreensões apenas relativamente a acções vo­luntárias – porque relativamente a acções involuntárias, às vezes há perdão, outras vezes compaixão -, é necessário, talvez, para quem pretende

Marcados com: , , ,
Publicado em Sem categoria

Daniel Dennett sobre Determinismo e Libertismo






Dennett: O determinismo não é um problema. O que queremos é liberdade, e liberdade e determinismo são inteiramente compatíveis. De facto temos mais liberdade se o determinismo for verdadeiro do que se não for. REASON: Porquê? Dennett: Porque se o

Marcados com: , , , , , , ,
Publicado em Sem categoria

Gostaremos, de facto, de ser livres?, por Matt Ridley






Embora façamos homenagens verbais ao nosso amor ao livre-arbítrio, na hora da verdade agarramo-nos ao determinismo para nos salvarmos. (…) Assim o fazem todos os criminosos que utilizam a defesa de insanidade ou de responsabilidade diminuída. Assim o fazem todos

Marcados com:
Publicado em Sem categoria

The Philosophers / After the Dark






  The Philosophers/After the Dark é uma adaptação do célebre “Abrigo Subterrâneo”, uma experiência mental que coloca à prova as convicções éticas de um grupo de estudantes. O filme pode ser interessante para explorar vários capítulos do atual programa de

Marcados com: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Publicado em Sem categoria

O livre-arbítrio não existe






A revista brasileira Super Interessante de setembro de 2008 menciona uma pesquisa segundo a qual o livre-arbítrio não existe. Segundo a revista, antes mesmo de termos consciência das nossas opções, já o cérebro tomou as decisões. Para saber mais sobre

Marcados com: , , , , , , ,
Publicado em Sem categoria
Arquivo