Arquivos do Blog

Waking Life e a Animação Filosófica

E se fosse possível unir o prazer de assistir a uma animação com o gosto pela reflexão filosófica? Para tal basta assistir a Waking Life, uma animação de 2001 da autoria de Richard Linklater, ultimamente mais conhecido por Boyhood. Waking Life é

Marcados com: , , , , , , , , , , , , ,
Publicado em Sem categoria

David Hume – Das ideias da memória e da imaginação

Constatamos pela experiência que, quando uma impressão esteve na mente, volta lá a aparecer sob a forma de ideia, podendo isto acontecer de duas maneiras diferentes: ou ela, no seu novo aparecimento, conserva um grau considerável de vivacidade primitiva, sendo

Marcados com: ,
Publicado em Sem categoria

John Locke – Origem das ideias

Suponhamos então que a mente seja, como se diz, um papel branco, vazio de todos os caracteres, sem quaisquer ideias. Como chega a recebê-las? De onde obtém esta prodigiosa abundância de ideias, que a ativa e ilimitada fantasia do homem

Marcados com: ,
Publicado em Sem categoria

Cepticismo – A. C. Grayling

O estudo e o emprego dos argumentos cépticos, em certo sentido, definem a epistemologia. Um objectivo central da epistemologia é determinar como podemos estar certos de que nossos meios para conhecer (aqui “conhecer” implica obrigatoriamente “crença justificada”) são satisfatórios. Um modo

Marcados com: ,
Publicado em Sem categoria

António Manuel Martins, “Incomensurabilidade e Holismo em T. S. Kuhn”

As teses de T. S. Kuhn e P. Feyerabend sobre a incomensurabilidade encontram-se no centro das atenções de grande parte da literatura crítica sobre os trabalhos daqueles autores no âmbito da filosofia e da historiografia da ciência. O conceito de

Marcados com: , ,
Publicado em Sem categoria

João Maria André, “Da História das Ciências à Filosofia das Ciências”

Bacon [distingue], nestes termos, dois tipos de filósofos das ciências, significativamente representados por dois modelos metafóricos suficientemente expressivos: “Todos aqueles que se ocuparam das ciências foram ou empiristas ou dogmáticos. Os empiristas, à maneira das formigas, apenas amontoam e consomem;

Marcados com: , ,
Publicado em Sem categoria

David Hume – Da natureza das crenças

Assim todo o raciocínio provável não é senão uma espécie de sensação. Não é somente em poesia e música que devemos seguir o nosso gosto e sentimento, mas igualmente em filosofia. Quando estou convencido de um princípio qualquer é apenas

Marcados com:
Publicado em Sem categoria

Sensações, Impressões e Ideias em David Hume

Um vídeo “light” mas com algumas ideias didacticamente interessantes para leccionar esta matéria: Blogue em http://paginasdefilosofia.blogspot.com

Marcados com: ,
Publicado em Sem categoria

Descartes – Génio maligno

Está gravada no meu espírito uma velha crença, segundo a qual existe um Deus que pode tudo e pelo qual fui criado tal como existo. Mas quem me garante que ele não procedeu de modo que não houvesse nem terra,

Marcados com: ,
Publicado em Sem categoria

O problema do sentido da vida e os problemas da lógica

Se alguém pensa ter encontrado a solução do problema da vida e se sente disposto a dizer a si próprio que agora tudo é muito fácil, basta-lhe, para ver que está enganado, recordar-se de uma época em que tal «situação»

Marcados com: , , , ,
Publicado em Sem categoria
Creative Commons
Arquivo