The Dancing Boys of Afghanistan e a Escravatura Moderna

A escravatura moderna reveste-se de muitas formas diferentes, algumas das quais disfarçadas de costumes e práticas culturais. E mesmo com legislação que a proíbe, dificilmente se consegue mudar tradições em países onde a corrupção fala mais alto que o respeito pelos direitos humanos.

O programa Frontline exibiu em 2010 um perturbador documentário sobre a escravatura infantil praticada no Afeganistão, perpetrada por ex-senhores da guerra sobre rapazes jovens, forçados a dançar e a servir sexualmente os seus proprietários. Este documentário revela a hipocrisia de uma sociedade moralista, onde as mulheres não podem ser vistas a dançar em público, mas onde a pedofilia com rapazes é permitida e encorajada socialmente, apesar de haver leis proibitivas.

Facebook Comments

Professora/Formadora. Licenciatura em Filosofia. Mestre em Comunicação Educacional Multimédia. Especialização em Igualdade de Género. Formação em Filosofia com Crianças pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e pela Associação Portuguesa de Ética e Filosofia Prática. Membro de SOPHIA – European Foundation for the Advancement of Doing Philosophy with Children. Formadora / Tutora em e-learning.

Marcados com: , ,
Publicado em Cinema e Filosofia, Direitos das Mulheres, Direitos Humanos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Arquivo