Gianni Carchia e Paolo D’Angelo, Dicionário de Estética


Título: Dicionário de Estética
Direcção: Gianni Carchia e Paolo D’Angelo
Tradutores: José Jacinto e Abílio Queirós
Revisores: Pedro Bernardo e Maria de Lurdes Afonso
Local de edição: Lisboa
Data: 2003
Editor: Edições 70
Colecção: Lexis
I.S.B.N.: 972-44-1133-8

O que se espera de um dicionário de estética?
Esta terá sido a questão fundamental com a qual se defrontaram os organizadores deste Dicionário de Estética. O dilema está entre a recolha da terminologia das diferentes artes e suas críticas ou a restrição ao campo filosófico da(s) arte(s).
Neste dicionário, a opção recaiu sobre a segunda hipótese: evita-se a terminologia especializada de cada uma das artes e oferece-se”um quadro amplo e articulado” da Estética.

Assim, poderá o leitor encontrar:
1. Os termos fundamentais da história da estética (sublime, gosto, belo, feio, etc.);
2. As categorias estéticas tradicionais (cómico, trágico, humorístico, patético, maravilhoso, kitsch, etc.)
3. As correntes e orientações fundamentais do pensamento estético (estética fenomenológica, marxista, analítica, ambiental, positivista, etc.) e um quadro das principais estéticas não europeias (estética indiana, chinesa, japonesa, persa);
4. Os termos essenciais das mais importantes teorias estéticas (apolíneo(dionisíaco,ingénuo/sentimental, mundo/terra, morte da arte, vontade artística, artes autográficas/artes alográficas, etc.);
5. Os termos que caracterizam as grandes estruturas do conhecimento da arte (géneros literários, história da arte, géneros artísticos, crítica de arte, museu, etc.).

Existem termos principais, mais desenvolvidos, e entradas mais curtas, sempre em inglês, francês, alemão e italiano. Os conceitos são definidos e ilustrados, traça-se uma breve história do seu uso por autores de referência, questiona-se a actualidade do conceito e aponta-se uma bibliografia de apoio para ulteriores desenvolvimentos. O dicionário organiza-se em rede, com conexões para os diferentes termos referenciados.

Didacticamente útil e relevante, é uma boa opção para estudantes introdutórios de estética e filosofia da arte.

Também disponível no Brasil.

Facebook Comments