Eutanásia: Morte de mulher gera polémica em Itália

Em Itália, continua a polémica em torno da morte de uma mulher que está em
coma há dezassete anos. Eluana, de 38 anos, sofreu um acidente de carro,
em 1992, que a deixou em estado vegetativo e foi, entretanto, transferida
para a clínica onde vai deixar de ser alimentada artificialmente por ordem
do tribunal.

Esta é uma decisão contestada pelo Vaticano. O Papa Bento XVI já disse que
a eutanásia é uma solução falsa para o sofrimento.

Rui Nunes, presidente da Associação de Bioética, ouvido pelo Rádio Clube,
diz que este não é um caso típico de eutanásia.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.