Filosofia com Crianças e a Descoberta dos Motivos

crying-baby-girl-cartoon-i4Que motivos podem levar alguém a chorar? E a abraçar outra pessoa? Por que razão ou razões comemos doces?

Descobrir as razões que estão subjacentes às coisas que fazemos é um jogo muito engraçado para fazer com crianças e que as estimula a pensar nos motivos por detrás dos comportamentos evidenciados.

A dinamização passa por mostrar-lhes diversas imagens de pessoas a realizarem acções muito simples, como beber água, comer doces, dormir, chorar, entre outras, pedindo-lhes de seguida que apresentem, cada uma na sua vez, uma razão para aquele comportamento. O objectivo é fazê-las perceber que a mesma acção ou reacção pode ser um efeito provocado por várias causas. Para que a descoberta seja ainda mais completa, sugiro o jogo inverso de seguida: dar um exemplo de uma acção e procurar descobrir que diferentes reacções se pode ter perante esta. Por exemplo:

E se agora eu te batesse com muita força? Que farias? As respostas variam imenso:

Ia fazer queixa de ti; pedia-te para não tornares a fazer o mesmo; acho que chorava. E a mais comum e não menos expectável batia-te também! 😀  Deste modo, é possível ajudá-las a perceber que uma acção pode ser desencadeada por diferentes factores e que a mesma acção pode desencadear diferentes reacções. Um jogo lógico a que as crianças reagem muito bem.

Esta actividade pode facilmente ser conduzida com crianças a partir dos 5 anos.

Facebook Comments

Professora/Formadora. Licenciatura em Filosofia. Mestre em Comunicação Educacional Multimédia. Especialização em Igualdade de Género. Formação em Filosofia com Crianças pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e pela Associação Portuguesa de Ética e Filosofia Prática. Membro de SOPHIA – European Foundation for the Advancement of Doing Philosophy with Children. Formadora / Tutora em e-learning.

Marcados com: , , , ,
Publicado em Filosofia com Crianças

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Creative Commons
Arquivo